quarta-feira, 23 de maio de 2012

Maria Emilia B. Teixeira


Quando a expressão não acompanha a fala.
Não se pode confiar.
Tem pessoas que jogam com as palavras.
Subestimando o ouvinte.
Palavras soltas... Sem destino.
Sem valor.
Onde a expressão não é gêmea do que sai da boca.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário.