domingo, 31 de janeiro de 2016

Maria Emilia B. Teixeira


Hoje a tarde olhando uma de suas fotos recente.
Consigo ver aquele seu sonho antigo que você não conseguiu realizar, mas a vida foi generosa contigo e te ofereceu outras opções de escolha.
Consigo ver em seu olhar aquela pessoa que em nossas inúmeras conversas na madrugada te tirava o sono e quis o destino que ele tivesse outro caminho que precisava seguir sem você.
Consigo ver que nada modificou seu sorriso e sua alegria de viver, mesmo sabendo que a realidade pintava um quadro complexo daqueles momentos e que nem a cor você pôde escolher, mas  com o passar do tempo você aprendeu a apreciar e  a confiar a sua vida ao pintor que vive pintando novas paisagens e outras histórias lindamente.
Você sempre tem uma explicação para tornar as coisas mais leves e diz que Ele pinta o seu  viver e sabe o que é melhor para você.
Fé na vida e esperança é seu lema.

Maria Emilia B. Teixeira


Ela mora no peito de quem tem lembranças e que apesar da distância não esquece quem a tatuou... Saudade foi banalizada como coisa normal.
Tem quem sente bonito e tem quem não sente nada.

Maria Emilia B. Teixeira


Quem gosta de mulher estilo Barbie e exige que assim ela seja é um muleque que ainda gosta de brincar com sentimentos.
Seu ego desfila de braços dados com a manipulável boneca para seus amiguinhos verem como ele manda bem.
Aprenda menininho.
Quem gosta de homem estilo Ken é quem não gosta de homem de verdade.
Seu problema é sua idade... Pouca maturidade.
Te falta hombridade.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Maria Emilia B. Teixeira


Nem sempre o passado é vilão.
Existem momentos... Lembranças únicas... É como resgatar idades olhando um pouquinho para trás.
Pois nem sempre o amarelado da foto prevalece nesse tempo, sempre haverá uma lembrança colorida e bonita guardada por lá.

Maria Emilia B. Teixeira


Você percebe que alguns laços de amizade perdem sua identidade na frouxidão  de um abraço.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Maria Emilia B. Teixeira


O dedo que aponta para o outro é o mesmo dedo que não se dá conta da sua própria imperfeição

Maria Emilia B. Teixeira


Ombro amigo

Como é bom poder contar com um ombro amigo.
A vida passa por vários ciclos.
E o amigo pode te indicar e direcionar seus passos,quando esses perderam o sentido de como se dança conforme a música.
E quando seus ouvidos não escutam mais o som da vida.
Eles te despertam,te faz acordar...
Porque a vida é dançada conforme a música.
Amigo que é amigo,tem que ter ombros largos.
Amigo que é amigo,chora contigo,tem empatia.
Amigo que é amigo,respeita e entende a sua essência.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Maria Emilia B. Teixeira


Para escrever você precisa de calma e paz aliada a desordem ou ordem emocional.
Não importa a ordem.
Direitos... Avessos... Turbilhão.
É sua...  A interpretação.
Sirva-se.

domingo, 10 de janeiro de 2016

Maria Emilia B. Teixeira


Há dores que só param de doer quando você decide tomar um remédio com sabor atitude.
Cura que é uma beleza de se ver.
Com o tempo você percebe que não era dor era apego ao que não te acrescenta.

Maria Emilia B. Teixeira


Não se encontrar no sorriso da foto... O verdadeiro sorriso brota do coração.
Ser feliz naturalmente... Cortina que se abre mesmo sem os dentes.

Maria Emilia B. Teixeira


E quantas vezes digitou um sorriso, enquanto lágrimas insistiam em cair.
E quantas vezes digitou um tudo bem, enquanto nada estava legal.
Máscara digital para deixar a vida mais bonita e dentro do normal.

Maria Emilia B. Teixeira


Não tente construir um castelo ao lado de quem não tem compromisso com o amor.
Tem pessoas que gostam de construir com areia da praia na intenção de durar uma temporada.
Simplesmente,,, Não tente.

Maria Emilia B. Teixeira


Não escolha pessoas que te faça perder a sua família, pessoas passam e não fazem parceria... Sua família é companheira... Laços de sangue para o resto da sua vida.