segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Maria Emilia


Não vou dizer que foi um ano totalmente ruim, mas tive uma certeza, entre tantos acontecimentos... Eu não sofro do coração.
É fato!
Pois ele aguentou e segurou firme todas as flechas que o arco da velha resolveu mandar.
Cada um sabe onde dói mais, e de suspiro em suspiro, eu posso dizer que estou respirando sem os aparelhos do estado de nervos que tive que ficar usando.
Ares de puro... Estresses.
Fiz das tripas... Coração.
Ufa! Vai embora ano de 2015!
Pelas conversas que tive com amigos você não agradou e nem foi simpático com eles também.
A impressão que eu tive é que os dias passaram voando, também tanta coisa para acontecer na minha vida que ele estava dando uma corrida para não deixar de cumprir o seu mandato com a minha pessoa.
Não gostei de você! Pronto! Falei.
Mas sempre se tira uma palavra daquele momento  que é ininteligível ao do fato, mas depois que a poeira baixou, consigo enxergar e entender e ver algumas pessoas sem máscaras.
A palavra que eu tirei  e sempre será para toda a minha vida é o APRENDIZADO.
Um brinde!
Continuo linda, firme e forte.
Feliz Ano Novo!
Feliz 2016!
Quero fogos, saúde e flash.
Deu pra ti, chega de flechas.
Um beijo de adeus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário.