sábado, 29 de novembro de 2014

Maria Emilia B. Teixeira


Não espere o mundo bater nas suas costas para te explicar as voltas que ele precisa fazer.
Às vezes um pé no chão evita muitos tombos.
Ele não gira em torno de nós.
Ele gira para esbarrar nos medos, nas certezas... Somente para movimentar o enfrentamento aos desafios do cotidiano.
Coloque uma saia rodada ou outro traje qualquer.
Vire-se, encare-o de frente e acompanhe a sua rotação.
Quem sabe bem lá na frente... Conseguiremos agradecer.
Ao invés de reclamar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário.