domingo, 19 de julho de 2015

Maria Emilia B. Teixeira


Somos uma colcha de retalhos com momentos da própria vida.
Cada pedaço vivido é unido lado a lado com o detalhe da superação individual.
Somos nós que a fazemos bonita aos nossos olhos e talvez um exemplo para quem está bordando a sua e ainda não encontrou o sentido da vida.
Talvez possamos não gostar da nossa colcha por causa de alguns detalhes que foram pregados devido ao  inesperado que foi preciso acontecer para que a colcha continue sempre a crescer.
Muitas vezes tem algumas pessoas que queriam ter a beleza desses pedaços trabalhosos que a nossa contém... Devemos nos orgulhar dos alinhavos e da força que fazemos para mantê-los unidos sem se perderem.
Histórias de lutas, vitórias, tristezas e alegrias.
Uma colcha de retalhos de vida entrelaçada a outras vidas.


4 comentários:

  1. A vida é um constante rasgarmo-nos e costurarmo-nos.
    GK

    ResponderExcluir
  2. A vida se movimenta por diversos caminhos... Parabéns pelo reflexivo texto... Um maravilhoso e belo domingo. Espero você em meu blog: A segunda parte de SEGREDOS DE UMA DAMA
    http://poesiassensuaisecontos.blogspot.com.br/2015/07/segredos-de-uma-dama-ii-francis-perot.html

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário.