sábado, 27 de junho de 2015

Maria Emilia B. Teixeira


Para minha semente

Eu ainda planto em um terreno para mim infelizmente desconhecido apesar de caminhar há uns anos sobre ele, pois a terra desse coração não reconhece ou desvalorize a semente da maturidade e do bem- querer... Mas sinto que é tratável.
Talvez eu não veja as flores que no meu desanimo penso que nunca nascerão, mas peço que esse terreno não venha a precisar de chuva de lágrimas e de saudades para germinar o sentimento que deveria ser natural sem precisar passar pela experiência de uma ausência.
Tenho certeza que as flores de gelo se derretem  com o amor... Fases passam... O frio também...
E virá as flores que omitiram suas raízes.
Virá linda! Eu acredito na soma de duas palavras: Fortaleza e  Esperança é igual a Fé.


2 comentários:

Obrigada pelo seu comentário.