sábado, 24 de março de 2012

Maria Emilia B. Teixeira




Abraços e mãos


Quando abraço minha filha sinto...
Meu coração abraçando o dela e ambos se emocionam.
Com esse abraço de cumplicidade e amor eterno.
Filha quando você cabia nas palmas das minhas mãos, eu te sentia minha.
Nelas você descansou e quem sabe até sonhou...
Hoje você não cabe mais nelas e nem te tenho nas mãos.
Hoje minhas mãos se juntam para te fazer uma prece e te abençoar.
Seja sempre muito feliz é uma ordem, obedeça à mãe. Ok?
Te amo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário.