sexta-feira, 1 de maio de 2015

Maria Emilia B. Teixeira


Sobre o confronto aos professores no Rio de Janeiro

E os professores brasileiros foram obrigados a engolirem balas de borracha oferecida pela PM .
Gosto amargo de alienação presente... Na tentativa de calar a voz dos professores que clamam pelos seus justos direitos.
Foram pintados com seus próprios sangue. Caras vermelhas de vergonha!
Agredidos com cassetete... Palmatória do governo.
Novo modelo pedagógico?
Cartilha do ABC... Para aqueles políticos que ainda não aprenderam que um país não cresce sem educação.
Essa bala me atingiu, pois sou professorinha desse Brasilzinho.
Acorda menino.
Lição casa:
Preste atenção!
Jatos  de spray de pimenta nos olhos dos professores  não vão cegar a utopia por uma educação de qualidade e o devido respeito aos mestres da educação.



2 comentários:

Obrigada pelo seu comentário.