sábado, 7 de janeiro de 2012

Maria Emilia B. Teixeira




                                                                                    Amigo de quatro patas

Sempre disponíveis para darem e receberem á noss atenção.
Quando conversamos viram a sua cabeça parecendo entender o que dizemos e demonstrando ser um bom ouvinte.
Oferecem  suas patas para se aproximarem e brincar.
Encostam seu focinho molhado em nossos pés e
lambem fazendo carinhos canino.
A única coisa que pedem em troca é:
Um colo e um ombro humano amigo que os protejam, porque disso eles entendem.
Tem a qualidade de serem fiel e cuidam dos seus donos sem cobranças.
Esses amigos de quatro patas podem até estragarem e destruir suas coisas, mas uma coisa é certa, não destroem o nosso coração.
Depois de um dia de trabalho, quando chegamos e abrimos o portão vem ele o cão amigo latindo em nossa direção, saudade grande pela ausência de algumas horas longe deles. Eles sentem como se fosse um ano.
E quando eles se vão, fica pequeno o nosso coração.
Como é bom ter convivido e encontrado um amigo cão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário.